Procuro através dos vídeos-poemas unir, de forma harmônica,
poesia, imagem e música. Os vídeos que, porventura, não forem de minha autoria, citarei a fonte. Os demais, de minha autoria, estarão disponíveis no You Tube para melhor visualização, caso queiram.Espero que gostem. Com meu carinho. Ianê Mello

Paco de Lucia "Entre as águas"

Centro de Budismo Tibetano

Centro de Budismo Tibetano
Karme Thegsum Tcholing

domingo, 10 de janeiro de 2010

Cena do filme Quatro Minutos






9 comentários:

~PakKaramu~ disse...

Visitingyour blog

Ianê Mello disse...

Obrigada pela visita.

Volte sempre.

Um abraço.

Brown Eyes disse...

É mesmo uma cena de uma beleza extrema. Encerra a história de um grande talento, Jenny, encontrado numa penitenciária, descoberto por uma professora idosa. Não demonstrando qualquer arrependimento é, depois, capaz de tocar demonstrando tanto sentimento. Tem muita beleza, fizeste uma boa opção.

Ianê Mello disse...

Brown Eyes,

obrigada pela visita.

Realmente a cena é belíssima e muito forte.
Quando assisti me emocionei profundamente e quis compartilhá-la.
Aliás, recomendo esse filme à todos.

Que bom que você gostou.

Volte sempre.

Beijos.

Silvana Nunes .'. disse...

Olá, boa tarde.
Sou professora, pesquisadora e contadora de histórias.Vivo de blog em blog angariando leitores e tentando divulgar o meu pelo simples fato de perpetuar a história de meu país - tenho medo que ela seja engolida por toda essa globalização.
Se gostar de meu esdpaço e achar minha proposta coerente, por favor SIGA-ME nesta luta por um mundo melhor.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... está convidando para conhecer uma lenda bastante contemporânea - a do pássaro-cabeça-de-vento.
É só clicar no link http://www.silnunesprof.blogspot.com que você chega até lá rapidamente.
Gostaria que tivesse um pouquinho mais de paciência comigo, estou com alguns probleminhas para resolver: preciso de um novo exame de vista e de um monitor novo, o meu está meio embaçado, já tentei regular, mas o problema está com ele mesmo, tenho de comprar outro. E agora não me encontro em condições disso - só eu sei o sacrifício que faço para postar as histórias.
Se já passei por aqui, mil perdões. Como disse, a falta dos meus óculos e esse monitor com problemas não me deixam enxergar direito.
Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
A PAZ .
Saudações Florestais !

Pedrasnuas disse...

MUITO EXPRESSIVA,MUITO FORTE,MUITO ARTÍSTICO....VI A RAIVA DA LIBERTAÇÃO...DE QUEM JÁ NÃO TEM MAIS NADA A PERDER...

LINDO!!!

poetaeusou . . . disse...

*
desconheço totalmente,
vou cuscar . . .
,
conchinhas,
,
*

Cadinho RoCo disse...

Na expressão de cada um de nós os sons sombrios que dão luz à nossa loucura.
Cadinho RoCo

Ianê Mello disse...

Amigos,

agradeço à todos pela visita e comentários.


Voltem sempre.

Beijos.